O que ontem era obrigatório, hoje não é mais: o extintor

Obrigatório desde 1970, uso do extintor de incêndio em automóveis agora é facultativo (Arquivo/Agência Brasil)
É isso mesmo, depois de toda polêmica sobre a troca do extintor do tipo BC para o tipo mais completo ABC, que caso não fosse trocado geraria multa, seu uso a partir de hoje (18) passa a ser facultativo no Brasil, conforme resolução do Ministério das Cidades publicada no Diário Oficial da União.

A decisão foi tomada ontem (17) pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e envolve utilitários, camionetas, caminhonetes e triciclos de cabine fechada. Segundo eles, o risco dos carros mais modernos pegarem fogo é menor e que muitos motoristas não sabem utilizar corretamente o extintor, colocando em risco a própria vida.

Apesar do uso facultativo para alguns, há veículos que seu uso continua obrigatório como é o caso de todos os veículos usados comercialmente para transporte de passageiros, caminhões, caminhão-trator, micro-ônibus e ônibus, além de veículos destinados ao transporte de produtos inflamáveis, líquidos e gasosos.

A obrigatoriedade do uso do extintor estava em vigor no país desde 1970. Segundo o governo, a decisão pelo uso opcional do equipamento foi tomada após encontros com representantes dos fabricantes de extintores, do Corpo de Bombeiros e da indústria automobilística.

Autoridades de trânsito vão continuar a fiscalizar o uso de extintores de incêndio nos veículos em que seu uso é obrigatório. A punição para quem não estiver com o equipamento ou para quem estiver com o equipamento com validade vencida inclui multa de R$ 127,69 e cinco pontos na carteira de habilitação.

Da redação com informações da Agência Brasil

0/Deixe seu comentário/Comentários

Seja bem vindo! Deixe seu comentário:

Postagem Anterior Próxima Postagem