Moradores de rua terão Casa de Passagem em Araucária

(Carlos Poly/SMCS)
Araucária está prestes a obter um avanço importante na área de assistência social. A cidade irá ganhar uma Casa de Passagem para receber moradores de rua e auxiliar na reinserção social e retomada da vida que mantinham antes de morar nas ruas.

Para abrigar o serviço, que será administrado pela Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS), o prédio onde antigamente funcionava a Defesa Civil (na Manoel Ribas, 3030) está sendo reformado. Todo o piso da estrutura já foi trocado, inclusive o terreno foi compactado, a tubulação foi trocada e a revisão do telhado também já foi executada.

A Secretaria de Obras ainda irá fazer a calçada, terminar a revisão elétrica e hidráulica e pintar o local para garantir a infraestrutura necessária ao funcionamento do serviço. Várias parcerias estão sendo buscadas pela SMAS para que isso ocorra o quanto antes.

“Parcerias foram estabelecidas com a finalidade de resolver uma questão que faz parte do dia a dia de todos os cidadãos Araucarienses. Nesse sentido, conquistamos uma excelente parceria com os Padres Vicentinos, a Associação de Proteção à Maternidade e à Infância, a Associação Comercial, Industrial e Agropecuária (ACIAA), a Risotolândia, a CSN, a Secretaria Municipal de Segurança Pública e o HMA. Esse trabalho demonstra a solidariedade presente em cada um de nós para com o próximo. Novas parcerias serão bem vindas, pois ainda temos muitas providências necessárias”, relata a secretária municipal de Assistência Social de Araucária, Ivana Chemello Opis.

Sobre a Casa de Passagem

O abrigo terá atendimento ininterrupto 24horas por dia, todos os dias da semana. Uma equipe técnica deverá organizar atividades para a prática diária e terá como objetivo principal auxiliar na reinserção social dos usuários do serviço. São exemplos de ações que poderão ser executadas no local: a intermediação de contato com a família do morador de rua, orientação e expedição de documentos, cursos e oficinas para que os usuários se sintam estimulados a ingressar no mercado de trabalho ou possibilitem a volta aos estudos.

“A ideia principal é poder reinseri-los na sociedade, não apenas proporcionar um local para dormir ou uma refeição. Nossa intenção é que a partir desse serviço essas pessoas consigam voltar a ter condições dignas de vida e possam conquistar emancipação e autonomia”, complementa Ivana.

A previsão é que o serviço possa ofertar atendimento ao público a partir da segunda quinzena de agosto. Atualmente, os moradores de rua que precisem de algum auxílio podem se dirigir ao CREAS, que fica localizado na Av. Brasil, 298 – próximo ao Centro de Convivência. O telefone do serviço é 3901-5256.

SMCS

0/Deixe seu comentário/Comentários

Seja bem vindo! Deixe seu comentário:

Postagem Anterior Próxima Postagem