Araucária também integrará o Centro de Controle Regional do Paraná

(Carlos Poly/SMCS)
Foi ativado ontem (04) o Centro Integrado de Comando e Controle Regional do Paraná (CICCR), que passa a ser utilizado como ferramenta policial 24 horas por dia e usufruído por Araucária e outros 9 municípios que integram o Consórcio de Segurança Intermunicipal de Curitiba e Região Metropolitana. A intenção é que as atividades do centro sejam expandidas para todo o território paranaense posteriormente.

A estrutura permitirá o monitoramento e compartilhamento de imagens e do sistema de dados das forças de segurança de diversas esferas. O governador Beto Richa e o secretário estadual da Segurança Pública, Wagner Mesquita de Oliveira, apresentaram o centro, que ficou como legado das estruturas preparadas para a Copa do Mundo, em 2014. O CICCR fica localizado no prédio da Secretaria Estadual de Segurança Pública, em Curitiba.

Características do CICCR

O local permite o videomonitoramento 24 horas por dia, por meio da interligação com câmeras de segurança públicas e privadas. São 2 mil câmeras públicas que já estão integradas e que, com o trabalho de profissionais operadores de inteligência, poderão auxiliar em tempo real o agente de segurança que estiver atendendo uma ocorrência.

Por enquanto apenas 3 câmeras de segurança de Araucária estão transmitindo as imagens para o centro, mas em pouco tempo todas as câmeras instaladas pela Prefeitura na cidade deverão estar integradas ao sistema. Durante essa semana os operadores que irão fazer o gerenciamento das imagens estão passando por um curso e na próxima semana os trabalhos devem começar a ser executados efetivamente.

“É muito bom saber que fazemos parte desse primeiro grupo atendido pelo CICCR e que podemos colaborar com o trabalho executado por esse centro. Temos um guarda municipal nosso integrando a equipe de monitores das imagens e teremos acesso a informações de outros municípios mais rapidamente, assim como de outras instituições de segurança. Será bom tanto para a prevenção quanto para repressão do crime”, explica a secretária municipal de Segurança Pública de Araucária, ten. cel. Rita Aparecida de Oliveira.

Abrangência

Além de Curitiba e Araucária, também fazem parte do sistema: Campo Largo, São José dos Pinhais, Colombo, Mandirituba, Quatro Barras, Campina Grande do Sul, Fazenda Rio Grande e Pinhais.

Instituições integrantes

Fazem parte do Centro Integrado de Comando e Controle as polícias Civil, Militar, Científica, Corpo de Bombeiros, as Polícias Rodoviária Estadual e Federal, Guardas Municipais Metropolitanas e o Departamento de Execução Penal (Depen), que fará o monitoramento das tornozeleiras eletrônicas a partir do local, além de outras entidades.

“Será muito importante essa integração porque nosso trabalho estará vinculado diretamente ao sistema de apoio, tanto para buscar informações, quanto para pedir reforço de outros municípios e forças de segurança quando necessário”, comenta o guarda municipal Carvalho, de Araucária.

De acordo com a SESP, será possível pesquisar informações dos suspeitos em bancos de dados e cruzar esse levantamento com placas de veículos, por exemplo, interagindo com o profissional da área de segurança que estiver atuando na rua, atendendo a ocorrência. Outro exemplo de uso da ferramenta é o monitoramento de suspeitos que estejam em fuga, indo de um município para outro, permitindo que as buscas não cessem por empecilhos físicos.

SMCS

0/Deixe seu comentário/Comentários

Seja bem vindo! Deixe seu comentário:

Postagem Anterior Próxima Postagem